Coletivos de quadrinhos

>> sábado, dezembro 17

Recentemente lendo essa discussão sobre cotas de quadrinhos nacionais lembrei de um texto que eu deveria ter escrito a tempos mas a procrastinação me impedia. Nem vou falar dessa merda de projeto que não vai servir pra porra nenhuma pois a principal editora de quadrinhos do Brasil já tem o Maurício de Sousa, o que preenche a cota da editora, e as nanicas vão acabar fazendo institucionais, adaptação de obras literárias pra empurrar pras escolas públicas ou na melhor das hipóteses personagens chapa-branca pra ensinar bons valores pras criancinhas, e a maioria do público vai continuar lendo os estrangeiros por falta de coisa melhor feita aqui. Quero falar aqui desses coletivos de quadrinhos que rolam na internet como o finado NHQ e outros tantos que aparecem e depois morrem com o tempo.

Sendo bem direto com vocês eu sou contra todos esses sites de divulgação de quadrinhos digitais, pois basicamente eles são apenas isso: divulgadores. Pegando como exemplo o desencarnado NHQ, além de todas as hqs do site serem de péssima qualidade o que fodia era o ufanismo besta desses caras, com as hqs sendo anunciadas como se fossem a 8° maravilha do mundo, gênios superiores ao Alan MUUUUUUUU, e quando você se dignava a ler as histórias eram de um amadorismo gritante, desenhos feios, erros grotescos de anatomia e roteiros pifios, que muitas vezes consistiam apenas num cara bombadão de colant dando porrada em bandidinho pé de chinelo. Se esse pessoal tivesse ao menos a humildade de saberem que são um bando de coitados e colocassem as hqs nesses sites como um laboratório pra colher as criticas do pessoal pra saber onde devem melhorar, mas sempre quando eles recebiam criticas merecidas pelo estrume que jogavam no monitor alheio eles levantavam o narizinho e sapateavam, pois eles são os injustiçados, não existe espaço pro autor nacional nas bancas, mimimi, marveldcgringos, bububu, cotas pro quadrinho nacional...

Esses coletivos são um câncer pra hq nacional assim como os fotologs, pois é onde todos os frustados e incompetentes se reúnem e ficam batendo sua punheta e vomitando suas teorias da conspiração, postando um rabisco a cada um bilhão de anos e ganhando tapinhas nas costas de outros diletantes ao invês de arregaçarem as mangas e estudarem para conseguirem melhorar como artistas. Vá num desses sites e me mostre algum desses caras com uma produção continua, com uma periodicidade definida para lançar novos capítulos de suas histórias.

Meu conselho pra você que quer começar a fazer quadrinhos on-line é fugir desses sites, pois mesmo que você seja bom seu trabalho vai ficar soterrado embaixo da bosta e desaparecer, assim como essas coletâneas literárias entre autores novatos, o pessoal rateia os custos, fazem muita festa mas no final ninguém vai ler o que você escreveu pois só tinha porcaria antes de chegarem no seu conto. O melhor a fazer é montar o próprio site/blog e ir divulgando e pegando a opinião da galera pra poder se aprimorar. Afinal de que coletivo um Carlos Ruas da vida participou? Que autor foi revelado num site desses? Nesse tipo de assunto é melhor ser mais individualista e pensar em si e não nos falsos benefícios que uma coletividade pode trazer.

P.S. : Caras, li a Ação Magazine #1. Ano que vem me cobrem pra fazer um post sobre essa revista antes que acabe me esquecendo.

Até 2012.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Visitem

Anime YokaiCladestinoClockCastClock UpColmeia: O melhor dos blogsGibiscuitCreate your own banner at mybannermaker.com!JapasubSnoopy